A guerra pelo tempo dos usuários nos dispositivos móveis chega ao fim e as apps vencem

80% do tempo gasto nos dispositivos móveis é com apps

Apenas 20% dos usuários americanos quando estão utilizando seus aparelhos móveis gastam tempo na web, a maioria esmagadora, 80%, gastam tempo com apps: jogos, produtividade, noticias, utilitarios e aplicações de rede sociais.

TimeSpent_App_vBrowserCats-resized-600

Enfim o mundo é dos aplicativos.

De acordo com a Flurry uma empresa de “app analytics”, que monitora o uso de nada menos que 300.000 aplicativos em mais de um bilhão de aparelhos móveis ativos, gastamos em média 158 minutos por dia em nossos smartphones e tablets. Distribuídos em duas horas e sete minutos com o uso de aplicativos, e apenas 31 minutos em um browser, navegando na web à moda antiga.

Grande parte destes 158 minutos é tomada pelos jogos (32%). E chega a ser chocante ver o tempo gasto em um único aplicativo e empresa. Por exemplo, 18% de todo o tempo que os americanos gastam em seus telefones é utilizando o aplicativo do Facebook, um número que por si só, supera todos os outros aplicativos de redes sociais.

Todos os outros aplicativos de rede sociais combinados levam apenas 6% do nosso tempo.

Até pouco tempo os desenvolvedores acreditavam que o HTML5 mataria os aplicativos, até mesmo especialistas como Mike Rowehl diziam coisas como: “Esqueça os aplicativos nativos, eles são passado, estamos a caminho da era da web móvel.”.

No entanto, em uma reviravolta interessante, atualmente o HTML5 vem sendo usado como uma “ferramenta” para desenvolvimento de aplicativos nativos multi-plataforma. Na verdade, o HTML5 é a escolha número um dos desenvolvedores para a construção destes aplicativos.

AppsLaunchedPerDay-resized-600

Segundo a Flurry, as pessoas atualmente estão usando mais aplicativos do que nunca, e o lançamento de 7,9 aplicativos por dia no segundo semestre de 2012, contra 7,5 por dia em 2011 e 7,2 por dia em 2010 é um forte indicativo deste cenário. Cada dia surge novos usuários experimentando novos aplicativos, bem como, os usuários antigos passaram a adicionar novos aplicativos a lista de aplicativos de uso diário.

“Acreditamos que como os consumidores vão continuar testando novas apps, e como o mercado de aplicativo ainda está em fase inicial, ainda há espaço para a inovação, bem como para novas aplicações revolucionárias.”, diz Flurry.

Então, podemos concluir que a web móvel morreu?

Não necessariamente – estamos nos primeiros cinco anos desta revolução que ainda esta em curso. Mas hoje, cada vez mais as pessoas estão se comunicando através de ‘toques’, e elas estão esmagadoramente escolhendo as apps.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *